A alimentação que antecede a prova pode ser crucial no seu desempenho. E a refeição da véspera é tão importante quanto à do dia da corrida. Pensando em performance esportiva, deve-se priorizar o consumo de alimentos fontes de CARBOIDRATO, fonte de ENERGIA para a corrida.
Véspera da prova: – refeição rica em carboidrato de moderado índice glicêmico para evitar picos de glicemia. Exemplos: batata doce, nhoque, macarrão integral, arroz integral e frutas (ameixa fresca, maçã, kiwi, laranja, pêra, pêssego, melão, morango);
– pequena porção de proteína de fácil digestão, exemplos: peito de frango, peixe magro assado ou grelhado ou ovo;
– pobre em alimentos que tem alto grau de fermentação: feijão, ervilha, lentilha, grão de bico, alcachofra, aspargos, brócolis, couve-flor, alho-poró, cebola, lactose, açúcar e alguns adoçantes (isomaltol, manitol, sorbitol, xilitol); Café da manhã pré-prova (45 min a 90 min antes):
– refeição rica em carboidrato de moderado índice glicêmico para evitar picos de glicemia e sem fibras. – pequena porção de proteína de fácil digestão, exemplos: ovo mexido e iogurte semi-desnatado ou desnatado, queijo cottage, queijo branco fresco light;
– pobre em alimentos que tem alto grau de fermentação: lactose, açúcar, alguns adoçantes (isomaltol, manitol, sorbitol, xilitol) e frutas secas;

Pré-prova (20 min antes):
– rico em carboidrato de alto índice glicêmico, ou seja, que tem rápida absorção e fornecem energia rápida. O Gel Gu ou StroopWaffle GU são ótimos exemplos que fazem essa função de forma ideial.
FIQUE ATENTO!
– Não teste nada no dia anterior ou na refeição pré-prova. Mantenha sua alimentação feita para os treinos.
– o café é rico em cafeína, tem efeito estimulante, aumenta à atenção, a disposição e força e contração muscular. Se você á adepto, não esqueça a sua xícara de café.
– Hidrate-se bem pré-prova!

Boa prova a todos!